Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007

Objecto #4



O penico passou à condição de objecto institucional. Ao que consta caiu em desuso, mas em certas franjas de uma esquerda eco-naturalista, na busca incessante do seu lugar no mundo e muito virada para a ruralidade e os passeios de bicicleta, ainda se conserva a sua utilidade, seja debaixo da cama ou na mesa de cabeceira. Curiosamente, entre determinadas pessoas idosas nos antípodas político-sociais daquele extracto populacional, o penico continua tendo uma função determinante no seu dia a dia doméstico, com particular relevo entre frequentadores diários da Igreja e utentes dos eléctricos da Carris.
publicado por Luis Euripo às 21:54
link do post | comentar | favorito

.correio para

luiseuripo@sapo.pt

.pesquisar

 

.posts recentes

. Real politic

. Pela boca morre o peixe-2

. Profecias

. Caso Esmeralda

. Silêncio

. A competência exige-se ao...

. Um ministro dá outro bril...

. Fadio vadio. Nota-se que ...

. Um negócio mal parado

. Verão

. A notícia

. O veto

. Vamos lá punir como deve ...

. Dá aí um jeitinho

. A culpa deve ser minha

. Não havia necessidade

. Regresso

. Férias!

. "Ser jornalista é chegar ...

. Joaquim Agostinho

.arquivos

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds